quinta-feira, 27 de abril de 2017

Restaurante Comunitário de Brazlândia é reaberto

Expectativa é servir 1,5 mil refeições por dia no local, que passou por reforma e tem nova empresa gestora

Estrogonofe foi o prato principal na reabertura do Restaurante Comunitário de Brazlândia. Foto: Dênio Simões.

Depois de seis meses fechado, o Restaurante Comunitário de Brazlândia retomou as atividades nesta quinta-feira (27) e se somou às outras 13 unidades em funcionamento no Distrito Federal.

Antes da interrupção, em outubro do ano passado, o local servia cerca de 800 refeições por dia, das 11 às 14 horas. A expectativa agora é que esse número seja de 1,5 mil.

“A retomada em Brazlândia ajudará a superar as 4 milhões de refeições servidas no ano passado, garantindo a segurança alimentar e nutricional da população”, enfatizou Gutemberg Gomes, secretário do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos.

O militar da Marinha Sabino Arcanjo, de 49 anos, mora perto do restaurante instalado na Área Especial nº 1 da Quadra 36, na Vila São José. Frequentador semanal antes da suspensão do serviço, ele comemorou a reabertura. “O sabor da comida melhorou muito, e o ambiente está mais agradável”, avaliou.
No cardápio do dia: estrogonofe, arroz, feijão, salada, suco de goiaba e um bombom para sobremesa

No cardápio do dia: estrogonofe, arroz, feijão, salada de repolho com tomate, suco de goiaba e um bombom para sobremesa. “O padrão de qualidade é esse”, destacou o subsecretário de Segurança Alimentar e Nutricional, Jefferson Alves de Urani. “Cada unidade tem nutricionistas, e a secretaria tem outros três que acompanham, ao menos, duas unidades por dia.”

O refeitório foi fechado quando a empresa encarregada abandonou os serviços. De outubro para cá, a pasta revitalizou o espaço, com reparos como troca de telhado, forro e piso do salão e da cozinha; reforma na câmara fria; e melhorias nas redes elétrica e hidráulica. Foram investidos cerca de R$ 170 mil nas adequações.

Paralelamente ocorreu nova licitação, que indicou a Kadu Alimentos como a empresa responsável pelo serviço.
Reabertura do Restaurante Comunitário do Paranoá e café da manhã no Sol Nascente

Em 7 de abril, foi reaberta a unidade do Paranoá. Fechada também desde outubro devido à saída da empresa gestora, a estrutura retomou as atividades com capacidade para servir mais de 900 refeições diariamente.

Em 23 de novembro, o restaurante de Sol Nascente passou a servir também o café da manhã, a R$ 0,50. A pessoa recebe um pão com manteiga, uma fruta e café com leite. Até 17 de abril, 8.232 refeições do tipo foram servidas no local. A meta é estender o benefício para as outras unidades até o fim de 2017.

O almoço custa R$ 1 para os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do governo de Brasília que sejam membros de família com renda mensal de até R$ 2.811 (o equivalente a três salários mínimos) ou de até R$ 440 per capita. Pessoas que não se enquadram nesses perfis pagam R$ 2.

Para se inscrever no CadÚnico, é preciso ligar para o telefone 156 e marcar atendimento em um dos centros de referência de assistência social (Cras).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta