Neoenergia é a primeira empresa no país a patrocinar exclusivamente a Seleção Brasileira Feminina de Futebol



Apoio se estende ao Campeonato Brasileiro Feminino e reforça o compromisso da companhia com a igualdade de gênero e empoderamento das mulheres  


Foto: Thaís Magalhães.

A Neoenergia assinou, nesta terça-feira (1º), um contrato histórico com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e se tornou a primeira empresa no País a patrocinar exclusivamente a Seleção Brasileira Feminina de Futebol. O acordo, válido pelos próximos quatro anos, também prevê apoio à competição nacional de clubes, que já a partir da próxima rodada passa a se chamar Brasileirão Feminino Neoenergia. A gigante do setor elétrico brasileiro tem como premissa ampliar a participação da mulher no contexto social e profissional, reforçando o compromisso com a equidade de gênero.

O contrato entre a CBF e a Neoenergia vai até 2024 e prevê a exibição da marca no uniforme de treino da Seleção Feminina, ações promocionais e ativações nas redes sociais das Guerreiras do Brasil. A empresa de energia acompanhará as Seleções Brasileiras Femininas, adulta e de base, em momentos importantes como a reta final da preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, a Copa América Feminina 2022, os Campeonatos Sul-Americanos de Base, a Copa do Mundo Feminina 2023 e os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

Além da nova marca no nome oficial do Brasileirão Feminino, a Neonergia estará presente nas placas de publicidade no entorno do gramado de todos os jogos e backdrops. Além disso, poderá fazer ativações durante os intervalos das partidas (assim que permitido pelas autoridades sanitárias) e ações nas redes sociais da competição. O apoio ao esporte praticado por mulheres se converteu em uma alavanca para a Neoenergia, que tem em seus valores essenciais a igualdade entre homens e mulheres. Além de acreditar no esporte como agente de mudança social que promove princípios como vida saudável, respeito, exemplo e disciplina, a empresa tem como premissa ampliar a participação da mulher no contexto social e profissional, reforçando o compromisso com a equidade. Para isso, trabalha para a desconstrução de paradigmas ao contribuir com a inserção feminina em atividades valorizadas e consideradas predominantemente masculinas.

"Nós, que sabemos muito de redes elétricas, queremos traçar outra rede, invisível, mas igualmente sólida, para unir todos aqueles que contribuem para avançar rumo à plena igualdade em um âmbito de tanto impacto quanto o esporte. Apostamos nessa ação de apoio ao esporte feminino com a convicção de que lutamos pela igualdade de oportunidades. Acreditamos na igualdade em todos os campos e compartilhamos com essas jogadoras os mesmos valores como esforço, superação, profissionalismo e trabalho em equipe. Essas esportistas são o espelho em que miram muitos homens e mulheres, são exemplos para tantas outras que veem no esporte uma janela de oportunidades de mudança social. Além de ser um direito primordial, a igualdade também é um dos fundamentos essenciais para construir um mundo mais próspero para todos", afirma Mario Ruiz-Tagle, CEO da Neoenergia.

"Essa parceria com a Neoenergia significa também termos ao nosso lado uma das maiores empresas de energia do país e do mundo, e que vai conjugar o apoio ao futebol feminino com as causas da igualdade e da sustentabilidade, fortalecendo aquilo que já sabemos, que é a enorme força social e de engajamento do nosso esporte", afirma Rogério Caboclo, Presidente da CBF.

A parceria entre Neoenergia e CBF reafirma o compromisso das duas empresas em oportunizar e igualar diferenças históricas entre homens e mulheres no mercado de trabalho. Esses valores juntos darão subsídios para que as atletas das Seleções Femininas e que disputam o Brasileirão Feminino possam ter as melhores oportunidades ao longo da sua formação profissional.

Atualmente, a Neoenergia conta com 43% de mulheres nas suas equipes corporativas, sendo que na Diretoria Executiva a proporção é de 44% de presença feminina. O objetivo é que os números percentuais sejam ainda mais expressivos nos próximos anos. A independência financeira é uma das principais formas de empoderamento das mulheres e, por isso, promover a igualdade no acesso ao mercado de trabalho é essencial. A empresa possui um programa de diversidade que tem como foco promover um ambiente de trabalho de inclusão, respeito às diversidades, empoderamento e combate ao preconceito. Dentro da estratégia, a Neoenergia revisou os processos de Recursos Humanos, e passou a atuar em recrutamento e seleção para promover processos seletivos mais inclusivos, formar sua liderança para gestão da diversidade, seguir fomentando ações para empoderamento e combate ao preconceito.

Além disso, a Neoenergia mantém uma Política de Igualdade de Oportunidades e Conciliação, não admitindo qualquer tipo de discriminação por raça, cor, idade, sexo, estado civil, ideologia, opiniões políticas, nacionalidade, religião, orientação sexual ou qualquer outra condição pessoal, física ou social entre seus profissionais. As iniciativas estão em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, especialmente ao número 5, Igualdade de gênero.

Este projeto com a CBF demonstra o trabalho que a Neoenergia e o Grupo Iberdrola estão desenvolvendo com o impulso ao esporte feminino no mundo, com mais de mais de 330 mil atletas apoiadas em diversos países, o que torna a empresa espanhola a maior incentivadora da mulher no esporte, na Europa.

Escola de Eletricistas – Reconhecida pela ONU Mulheres
Nossa Escola de Eletricistas visa contribuir com a promoção da igualdade de gênero em uma profissão antes dominada por homens, por meio de turmas exclusivas para mulheres. A iniciativa foi reconhecida internacionalmente em um estudo de caso, publicado pelo WeEmpower, programa da ONU Mulheres junto à Organização Internacional do Trabalho (OIT) e à União Europeia para estimular boas práticas das empresas. O documento aponta o projeto da Neoenergia como exemplo de um dos Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs, na sigla em inglês), o de promover educação e desenvolvimento profissional para as mulheres.

Criada em 2017, a Escola de Eletricistas capacitou, até agora, 1.330 alunos nos estados da Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte e São Paulo.  Desse total, 768 alunos foram contratados pelas empresas do grupo. Em 2019, a Neoenergia promoveu uma iniciativa pioneira ao criar as primeiras turmas exclusivamente para mulheres, a fim de promover a diversidade e inclusão. O projeto foi criado em agosto de 2019, após a empresa perceber que as turmas mistas não tinham adesão suficiente de mulheres e buscar formas de aumentar a participação delas. Devido à pandemia de Covid-19, durante parte do ano de 2020 e 2021, as aulas teóricas foram disponibilizadas em formato virtual.

Sobre as Seleções Brasileiras Femininas:
São três as Seleções Brasileiras Femininas: Principal, Sub-20 e Sub-17. Cada uma delas conta com comissão técnica fixa e apoio incondicional da Diretoria da CBF. Em 2020, inclusive, o presidente da entidade, Rogério Caboclo, anunciou a equiparação de premiações e pagamentos entre as equipes femininas e masculinas.

Atualmente, a Seleção Brasileira Feminina é comandada pela sueca Pia Sundhage. Contratada pela CBF em 2019, ela tem na bagagem a conquista de duas medalhas de ouro em Jogos Olímpicos, feito que ela espera repetir com a Amarelinha nas Olimpíadas de Tóquio. Em 2020, a ex-jogadora Duda Luizelli, com passagens pela Seleção, assumiu a coordenação da Seleções Brasileira, que ainda contam com Jonas Urias no Sub-20 e Simone Jatobá no Sub-17.

Sobre o Brasileirão Feminino:
Organizado e custeado pela CBF, com apoio do Fundo de Legado da Copa do Mundo FIFA 2014, o Brasileirão Feminino reúne 16 clubes em sua divisão de elite. Após 15 rodadas da primeira fase e da disputa das quartas de final, a principal competição do futebol feminino do país entra agora em suas fases decisivas.
 
Desde 2013, quando passou a ter esse nome, as equipes campeãs foram o Centro Olímpico (2013), a Ferroviária (2014), o Rio Preto (2015), o Flamengo (2016), o Santos (2017), o Corinthians (2018), Ferroviária (2019) e Corinthians (2020). Na edição passada, o Brasileirão Feminino alcançou números expressivos triplicando o número de audiência em relação a 2019, passando de 107.305 views, para 319.771 views, em 2020.
 
Nesta quarta-feira (02) a competição inicia sua 12º rodada. A primeira fase conta com mais três rodadas, antes da pausa para a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A reta final está prevista para iniciar em agosto, com início das disputas de quartas de final, semifinal e final.
 
SOBRE A NEOENERGIA:
Companhia de capital aberto com ações (NEOE3) negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo. Parte do grupo espanhol Iberdrola, a empresa atua no Brasil desde 1997, sendo atualmente uma das líderes do setor elétrico do país. Presente em 18 estados e no Distrito Federal, seus negócios estão divididos nas áreas de geração, transmissão, distribuição e comercialização. As suas distribuidoras, Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN), Elektro (SP/MS) e Neoenergia Distribuição Brasília (DF) atendem a mais de 15 milhões de clientes, o equivalente a uma população superior a 37 milhões de pessoas.
 
A Neoenergia possui 4 GW de capacidade instalada em geração, sendo 88% de energia renovável, e está implementando mais 1 GW com a construção de novos parques eólicos. Em transmissão, são 1.091 km de linhas em operação, sendo 412 km do projeto Dourados (quatro de cinco trechos entregues) e 5,5 mil km em construção, já considerando o lote arrematado no leilão de dezembro de 2020. Por meio do Instituto Neoenergia, fomenta o desenvolvimento sustentável a partir de ações socioambientais e, assim, contribui para a melhoria da qualidade de vida das comunidades onde a empresa atua, sobretudo, pessoas mais vulneráveis, visando sempre pelo desenvolvimento sustentável. A companhia é primeira empresa no País a patrocinar exclusivamente a Seleção Brasileira de Futebol Feminino, dando nome à competição nacional, que passa a se chamar Brasileirão Feminino Neoenergia. Desde janeiro 2021, integra a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 – Brasil, Bolsa, Balcão – que reúne companhias que possuem as melhores práticas de governança e sustentabilidade corporativa.
Compartilhar

Por: CEO Grupo M4

0 comentários:

Postar um comentário

CLUBE DO VINIL

PRODUTORA MAGUCHI

PARCEIRO